00:01
0
Esta é a terceira parte de uma série de postagens que farei sobre as normas ABNT do setor de Informação e Documentação. Falaremos aqui sobre as normas para Resumo, Sumário, Numeração progressiva das seções de um documento escrito, Citações, entre outras. Nosso primeiro assunto está sendo a NBR 6023 (Informação e documentação - referências - elaboração) que traz as normas técnicas aplicáveis na elaboração de referências. Na matéria anterior, ABNT- NBR 6023: noções básicas (parte 2), nós falamos sobre o campo do título/outras informações sobre o título e sobre o campo da edição. Nesta falaremos sobre o campo do local de publicação, distribuição e etc. Vamos lá?
A formatação padrão para esse conjunto de informações é:
Local: Editora, ano. Quanto ao local de publicação, registre o nome da cidade em que se deu a publicação do material. Somente registre a sigla do Estado se houver algum tipo de confusão com o nome da cidade, como quando houver mais de uma cidade com o mesmo nome em Estados diferentes, caso contrário, mencione somente a cidade. Quando o local de publicação não consta no documento, mas você puder identificá-lo por outros meios, coloque-o dentro de colchetes. Mas, se não der mesmo para dizer em que cidade a obra foi publicada, no local apropriado para o nome da cidade, registre a sigla [S.l.], exatamente assim, dentro de colchetes e sem espaço. Quando, ao contrário, houver mais de uma cidade aparecendo no material, opte pela primeira ou pela que estiver em maior destaque.
Para registrar a editora, não mencione a natureza comercial ou jurídica da entidade, por exemplo:
Na obra: Editora Martins Fontes = na referência: Martins Fontes.
Na obra: Livraria José Olympio Editora = na referência: José Olympio.

Caso haja duas editoras envolvidas na publicação do material, indique as duas, com seus respectivos locais.
Ex.:
São Paulo: Atlas; Rio de Janeiro: Cultura, 2005.

Se forem três editoras ou mais, indique a primeira ou a que estiver em maior destaque. Se não puder identificar nenhuma editora, registre, no local apropriado para a editora, a sigla [s.n.], assim mesmo, sem espaço e entre colchetes. Caso você já não tenha identificado o local de publicação e também não possa identificar a editora, junte as siglas num único par de colchetes: [S.l.: s.n.]. Por fim, se a editora já tiver sido mencionada como autora, não repita a informação.
Ex.:
UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ. Manual para elaboração de referências. Fortaleza, 2008.

A data é um elemento de grande importância para a referência. Ao contrário do que se pensa ou se usa por aí, NÃO SE ADMITE o uso de [s.d.] para indicar que uma obra não tem data. Isso não existe! Não está escrito em norma alguma. Sempre se deve procurar uma data no documento, seja de publicação, de impressão, de copyright, enfim, uma data deve ser registrada. Caso não seja realmente possível indicar uma data precisa, registrase uma data aproximada ou provável, sempre dentro de colchetes.
Ex.:
[2000 ou 2001], para indicar dúvida quanto a dois prováveis anos;
[1998?], para ano provável, não se tem certeza;
[1985], data certa, mas encontrada fora do item, através de outros meios;
[entre 2001 e 2009], para intervalos menores de 20 anos;
[ca. 1999], para data aproximada;
[199-], para década certa, mas não se sabe o ano específico;
[199-?], para indicar década provável;
Ainda que você não possa, através do assunto, tipo de encadernação, papel, etc., calcular um ano aproximado ou uma década provável, indique a data através de um intervalo de tempo maior:
[19--], para século certo;
[19--?], para século provável.

Na próxima postagem da série, falaremos sobre o campo da descrição física.

Espero que todos saibam da importância de se observar as normas e não estejam achando que tudo isso é só formalidade para dificultar a vida das pessoas.
Download da NBR 6023 aqui: http://www.4shared.com/get/17552728/53719618/NBR__6023__ago_2002__-_referencias_bibliograficas__original_.html
Você tem todo o direito de expressar sua opinião. Deixe um comentário logo abaixo!