11:09
0
O ciberespaço está repleto de estantes virtuais. Basta chegar no site certo, escolher a obra, baixar o arquivo para começar a ler. E o melhor de tudo: de graça.

Segue uma lista com dicas de sites que oferecem obras para download:


www.dominiopublico.gov.br - clássicos da literatura
www.aplauso.imprensaoficial.com.br - coleção de 186 títulos sobre as artes cênicas
www.cronopios.com.br - revista literária, pockets eletrônicos
www.osviralata.com.br - site de autores independentes
www.gutenberg.org - dispõe de mais de 30 mil títulos
www.education-portal.com - oferece uma lista de 40 sites para baixar livros em inglês grátis.
www.bibvirt.futuro.usp.br - dispõe de uma boa lista de audiobooks
www.bn.br/site/pages/bibliotecaDigital/bibsemfronteiras - tem que instalar um programa para baixar os títulos

Recursos para facilitar a leitura

Você achou aquele livro que queria tanto ler, mas o arquivo em PDF está em
texto corrido em página de A4. Isso é um verdadeiro anti-clímax para o
prazer de ler. Além disso, pode sair mais caro, se mandar imprimir.
Uma saída estética e financeira é diagramá-lo. O programa BookletCreater
faz isso. A partir do arquivo baixado, o programa
faz a diagramação, permitindo dobrar as páginas impressas e grampear,
aproximando-se mais do formato livro.

Outra novidade em termos de conforto de leitura é oferecido pelo site
BookGluton, que foi criado pensando precisamente em
fazer com a que leitura na tela seja o mais próximo possível da sensação
de ler no papel.

Voltado mais para estudantes, outras alternativas para baixar e-books são
BibVirt (Biblioteca Virtual do Estudante Brasileiro), que fornece 52
importantes audiolivros. O Education Portal traz uma lista de 40 sites
para baixar livros em inglês grátis.

Na área de entretenimento puro e simples, no Portal Literal, podem-se ver
as famosas tirinhas "As cobras", de Luis Fernando Veríssimo, em formato
de animação, e ainda vê-lo tocando com sua banda de jazz.

O Projeto Gutemberg tem em seu acervo 30 mil títulos
que podem ser lidos no computador, no iPhone, Kondle e outros leitores
eletrônicos portáteis. No site, há um apelo para o internauta ajudar na
digitalização dos livros.

Mas uma das propostas mais inovadoras no universo dos e-books é o a da
Mojo: "Se música fosse literatura, que história
contaria?". A partir deste gancho, autores, em sua maioria desconhecidos,
escolhem um álbum de uma banda ou de um cantor/a e criam uma história.

Tendo como slogan "uma editora 100% digital", a Mojo, lançada em 2006,
conta com mais de 130 títulos - de Rollong Stones a Luis Gonzaga, de
Bauhaus a Odair José.

Trecho de reportagem publicada pelo Jornal "Diário do Nordeste" sobre livros
eletrônicos gratuitos na internet, por Laurisa Nutting:
http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=716518