Artigo publicado na Revista Informação & Sociedade

Resumo

Apresenta uma proposta de arquitetura de informação para a conversão de documentos hipertextos em documentos hipergeométricos que preservam as características do original e adicionam uma funcionalidade assistiva otimizada direcionada a deficientes visuais. Apresenta brevemente conceitos de interface, ergonomia, tecnologias assistivas e acessibilidade, além de incluir discussões sobre a qualidade das páginas web de várias Instituições de Ensino Superior à luz dos critérios definidos pelo World Wide Web Consortium (W3C) para acessibilidade de documentos na WEB 2.0. A proposta é fundamentada na Teoria dos Conjuntos e na Teoria dos Grafos, e em especial em Multigrafos, o que resulta em um tipo de documento hipergeométrico navegável. Apresentam-se a formulação teórica e a validação da teoria por meio de um estudo de caso. A tecnologia assistiva para acesso à informação proposta oferece uma experiência de navegabilidade que transcende a leitura sequencial hoje imposta aos deficientes visuais por leitores de tela convencionais.
           
Palavras-chave: Tecnologias assistivas. Arquitetura da Informação. Documento hipergeométrico. Leitura. Deficiência Visual.