Denyse Maria Borges Paes, Hamilton Rodrigues Tabosa

Resumo


Na sociedade contemporânea, o desenvolvimento das tecnologias da informação e da comunicação (TIC) tem modificado o cenário tradicional, especificamente o ambiente informacional existente. Este artigo apresenta reflexões sobre o processo de representação informacional na Biblioteca Digital de Teses e Dissertações (BDTD) e analisa tal processo como ferramenta eficaz de organização da informação nesse ambiente de acesso aberto. O estudo foi realizado tomando por base a BDTD alimentada com dados de teses e dissertações da Universidade Federal do Ceará (UFC). No total, foram analisados 253 documentos, sendo 200 dissertações e 53 teses, de diversos cursos (aleatórios) da UFC. A pesquisa empregada neste estudo foi exploratória e descritiva: exploratória porque visou proporcionar um melhor conhecimento a respeito do tema em questão e descritiva porque procurou descrever as características do assunto através dos dados coletados na BDTD/UFC. Os resultados mostram que a BDTD/UFC tem características próprias no que se refere à representação descritiva e temática da informação, algumas condizentes com os padrões seguidos pelo AACR2 e pelos princípios de indexação, dentre as quais se destacam: o registro dos metadados referentes à autoria dos documentos apresenta-se diferente das recomendações do AACR2; a falta de padronização no preenchimento de alguns campos da BDTD, a exemplo dos metadados correspondentes aos “Contribuidores”, à “Descrição física” e à Nota referente à titulação, além de terem sido verificados problemas com relação à recuperação de informação quando realizadas buscas por assuntos.
Palavras-chave: Representação Informacional. Metadados. Biblioteca digital de teses e dissertações.