Resumo: O artigo objetiva analisar a eficácia dos recursos de recuperação de informação nos sites dos periódicos com Qualis A1 e A2 na área de Ciências Sociais Aplicadas, onde geralmente são publicados os artigos de pesquisadores na área de Ciência da Informação, concernentes aos seus modelos de recuperação (MR) e de seus sistemas de recuperação da informação (SRI). O estudo, caracterizado como descritivo e quantitativo, parte de uma revisão de literatura sobre os termos acessibilidade, usabilidade, recuperação da informação e modelos de recuperação de informação e de dados, seguida de estudo empírico nas páginas WEB dos referidos periódicos. Como principais resultados, os achados da pesquisa revelam que há falhas nos SRI dos periódicos analisados em relação a: a) da existência de metadados descritivos presentes nas bases de dados, mas que não são disponibilizados para o usuário nos resultados de busca, e b) do não oferecimento de recursos de busca e recuperação através de metadados cadastrados nas bases, mas que não se propõem a serem utilizados como chaves de busca. Apresentam-se questões quanto à razão de ser do cadastramento desses metadados como também quanto à eficácia dos SRI. Possíveis soluções são cogitadas, no sentido de maximizar o potencial de recuperação da informação por meio da ampliação dos recursos de busca que levem à plena u

tilização dos metadados descritivos, tanto para busca e recuperação quanto para a apresentação dos registros aos usuários de informação científica.

Palavras-chave: Recuperação de dados. Recuperação de informação. Modelos de recuperação de informação. Comunicação científica. Acessibilidade.